terça-feira, 13 de março de 2018

O preço de Iker Casillas

«Só conseguimos equilibrar as coisas verdadeiramente quando os contratos terminarem. Por exemplo, o contrato com o Casillas termina no final deste ano. É um contrato muito elevado. Vamos pagar até ao fim religiosamente, não temos alternativa. Quando o contrato terminar, vamos logo ter uma folga de alguns milhões de euros anuais», Francisco Marques, citado pela Revista Sábado, 02/03/2018

«Quem não gostaria de continuar com Casillas? Estou muito feliz por o termos. Está a demonstrar que é realmente uma mais-valia para qualquer clube. Ficar? Gostaria que sim. Se é possível? Quando é possível ter mar em Bragança é tudo possível», Pinto da Costa, 06/03/2018

Iker Casillas está a caminho do 37ª aniversário. É raro, senão inédito, vermos um guardião com essa idade defender as balizas do FC Porto. O guardião espanhol já não está no seu auge, mas continua a ser uma garantia de qualidade, com um rendimento que o aproxima - mas que não supera, diga-se - os dois últimos guardiões indiscutíveis no FC Porto.

O FC Porto venceu 64,2% dos jogos que disputou com Casillas na baliza. Com Vítor Baía (67,3%) e Helton (68,5%) venceu um pouco mais. A média de golos sofridos também apresenta algumas diferenças, mas residuais: 0,72 para Iker Casillas, 0,7 para Hélton e 0,65 para Vítor Baía.

A maior diferença, claro está, reside no palmarés. Helton e Vítor Baía são duas referências pelos títulos que conquistaram. Já Iker Casillas continua com o currículo em branco na sua passagem por Portugal. Portanto, neste momento, a maior preocupação é mudar isso: ver o FC Porto regressar aos títulos, algo que leva até a que os adeptos «aceitem» que haja diversos jogadores já elegíveis para assinar por outros clubes a custo zero e outros que estão a nove meses de o poder fazer. 

Ainda assim, tendo em conta as duas declarações acima citadas, importa recordar uma questão em torno de Iker Casillas. Todos defendem que o espanhol é caro. Muito caro para a dimensão do campeonato português. E nesse caso sobra a pergunta: quando, exatamente, é que Iker Casillas passou a ser caro? 

Oportunidade para recordar estas declarações de Pinto da Costa, em julho de 2015, ao jornal O Jogo, aquando da chegada do guarda-redes. «Para nós, foi altamente competitivo em termos de preço. Ele, que foi considerado várias vezes o melhor do mundo, tem o melhor currículo, e com 34 anos pode jogar mais três ou quatro anos em grande nível, como aliás o Helton prova; ganha tanto como o Fabiano e o Andrés Fernández juntos. E eu pergunto o que qualquer clube do mundo preferirá: ter o Fabiano e o André Fernández ou ter o Casillas?». 

Ora, tendo em conta que Andrés Fernández já saiu e que Fabiano está, neste momento, meramente a fazer número no plantel, o que faltará para Iker Casillas renovar contrato? Apenas que Fabiano saia?

Podemos ainda acrescentar o factor Vaná, com um pouco de mistério à mistura. O FC Porto apresentou Vaná a 15 de julho, mas o R&C da SAD do primeiro semestre diz que o guarda-redes foi comprado ao Feirense apenas em agosto - um milhão de euros por 80% do passe. Vaná andou 15 dias - ou mais - a treinar-se com o FC Porto antes de ser comprado ao Feirense? Para quê tanta pressa por um jogador que nem nas Taças nacionais calçou? 


Lá está. O FC Porto não tinha muita disponibilidade para investir no mercado no verão. Mas no pouco que investiu, investiu onde não era prioritário ou sequer necessário.

No final da época, e pegando nas palavras anteriores de Pinto da Costa, talvez possa ser colocada a mesma questão: o que é mais caro? Ter Iker Casillas na baliza? Ou ter Fabiano e Vaná meramente a treinar no Olival? Um tema que pode esperar dois meses. Para já, mais importante, é ter Iker Casillas campeão em maio. Aliás, o FC Porto campeão. 

10 comentários:

  1. popis mas fabiano e um querido para o SC e sabemos como SC tem jogadores fetiches e outros que ate podem ser cr7 mas que com ele por isto ou aquilo estariam na bancada.

    ResponderEliminar
  2. Para além de campeão deveria ter sido titular em todos os jogos. Mas lá está quando temos um treinador que pensa que sabe tudo. A sorte do Porto este ano foi a UEFA ter proibido a compra de jogadores por culpa do fair play financeiro porque se assim não fosse metades dos jogadores tinham sido despachados com guia de marcha pelo treinador Casillas inclusive e hoje teríamos uma equipa cheia de waris.

    ResponderEliminar
  3. Creio que te ficou a faltar a nuance de, nos primeiros dois anos, o Real Madrid assumir parte do salário. Ou isso era um mito urbano?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desde o início do contrato que o FC Porto ficou a pagar cerca de 5M anuais. Nos dois primeiros anos o Real adicionou cerca de 7M anuais, no terceiro ano a parcela do FC Porto manteve-se, tendo a do Real cessado. O que significa uma redução substancial de salário por parte do Iker mas a mesma despesa por parte do FC Porto.

      Eliminar
  4. não sei o porto não está a pagar mais agora pelo casillas do que quando ele veio uma vez que o real comparticipava na altura o seu salário. a grande questão é quem será o próximo grande guarda-redes do porto e quando é que ele irá assumir. é o sá? está pronto? será o gudiño? diogo costa? joão costa? outro qualquer que ainda nem sequer está no plantel. se é para sair o casillas tem de haver uma aposta forte num keeper, não é posição para ver no que dá

    ResponderEliminar
  5. Muito bem dito. A gestão da SAD nos últimos anos tem sido uma grande confusão, com muitos tiros nos pés. Valeu pela aposta no Sérgio Conceição e no verdadeiro milagre que ele está a fazer.

    Quanto ao Casillas é um bom guarda-redes mas obviamente que é muito caro, demasiado caro. Guarda-redes até é das posições mais baratas no futebol. Na minha opinião deve-se deixar Casillas sair e contratar um guarda-redes bom, a diferença não se notará. Ou então apostar no jovem Diogo Costa. É arriscado mas ele qualidade tem, cabe ao treinador avaliar.

    ResponderEliminar
  6. O Vaná ia para o Benfica, foi uma boa jogada do Porto e conto que para o ano ele tenha a possibilidade de lutar pela titularidade.

    ResponderEliminar
  7. O Iker tornou-se caro quando o Sérgio o relegou para o banco (por razões misteriosas), situação que felizmente corrigiu - não a tempo de salvar a Champions, mas espera-se que a tempo de salvar o campeonato.

    A questão do Iker para mim é muito simples: é mais caro pagar 5M de salário ao Iker, ou investir esses 5M (mais salários) na aquisição de um novo guarda-redes? E repare-se que este valor é conservador: não creio que seja possível contratar um guarda-redes atualmente que dê garantias totais, por apenas 5M. Talvez o dobro desse valor seja necessário. Mais os salários.

    A não ser que se aposte em José Sá e Diogo Costa, algo que me parece improvável (o primeiro perdeu o comboio e o segundo não irá saltar diretamente para a titularidade da equipa A, por muito bom que seja), penso que a ideia de que a saída do Iker resulta numa poupança financeira é simplesmente um mito.

    ResponderEliminar
  8. Para mim é uma não questão, ter o Casillas na equipa é mediático para o Porto, neste momento é o GR que mais dá segurança à nossa defesa e não podemos comprar ninguém devido às limitações financeiras, temos muitos jogadores na folha salarial que podem ser despachados para aliviar e não esquecer que ao termos Casillas estamos a dar oportunidade a jovens com o Diogo Costa de aprender com um dos melhores de sempre e isso não tem preço.

    ResponderEliminar
  9. O Casillas émuito bom e obviamente o que é bom paga-se bem. Se não podemos pagar o muito bom, então optemos pelo meramente bom, o suficiente + que é o José Sá.
    Quanto ao Vaná, se me lembro veio porque quase todos os outros redes estavam lesionados e não podiamos começar a época apenas com Casillas e Sá.

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.